Imprimir

Coparticipação

Dúvidas Frequentes

Coparticipação ou participação compulsória é um mecanismo de regulação utilizado no sistema de saúde suplementar em que o beneficiário arca com parte das despesas de um procedimento a que ele se submeteu.
Todo dia 20 de cada mês, quando também são cobradas as contribuições pessoais referentes participação no Plano de Associados.
Associados da ativa e aposentados/pensionistas que recebem pela PREVI. As coparticipações serão cobradas na folha de pagamento, no mês subsequente ao pagamento do prestador de serviços, e, no caso das solicitações de reembolso, descontadas do valor a ser reembolsado. Associados aposentados/pensionistas que recebem benefício de aposentadoria/pensão do INSS, sem tramitação pela PREVI e Dependentes Indiretos. As coparticipações serão debitadas na conta corrente do associado, pensionista e, no caso do dependente indireto, na conta que estiver registrada em seu cadastro.
Porque os prestadores credenciados possuem o prazo de 90 dias para apresentar a cobrança dos serviços prestados.
O limite é de 1/24 do salário de contribuição do mês em que o procedimento foi realizado. Como os prestadores possuem o prazo de 90 dias para apresentarem a cobrança dos serviços CASSI, poderá haver cobrança de coparticipação de procedimentos realizados em meses anteriores ao mês da folha de pagamento, caso o limite acima não tenha sido atingido.
Não. A coparticipação de 30% continuará sendo cobrada dos associados, quando realizados quaisquer dos procedimentos médicos abaixo: Consulta Visita domiciliar Sessão psicoterápica Acupuntura.
Sim. A coparticipação de 30% será cobrada integralmente, mesmo que a coparticipação de 10% tenha atingido o limite de 1/24 avos.