Custeio

Saiba como será a sua contribuição e a do BB

Sua contribuição

Titular

O titular contribuirá com 4% sobre os proventos. A contribuição mínima (ativo, aposentado e pensionista) não será inferior a R$ 120,00 e não poderá ultrapassar o limite de 7,5% da remuneração, incluindo a contribuição dos dependentes.

Dependentes

A contribuição do associado por dependente varia em percentuais conforme a situação do titular (ativo, aposentado ou pensionista) e o número de dependentes.

O associado da ativa contribuirá para o primeiro dependente com 1% e o aposentado ou pensionista, com 2% dos proventos. Para o segundo dependente, associados da ativa e aposentados ou pensionistas, contribuirão igualmente com 0,50% sobre o provento.

A partir do terceiro dependente, ambos participarão também com um percentual de 0,25%. Não haverá valor mínimo de contribuição por dependente (piso). O valor máximo de contribuição por dependente (teto) será R$ 300,00.

A correção anual da contribuição será feita com base no reajuste salarial.

O início das alterações nas contribuições dos associados passa a valer a partir de dezembro de 2019, sem retroatividade de contribuição.

Sua contribuição*

4%

titular


R$120,00

mínimo


7,5%

limite


R$300,00

teto por dependente


*Incidem sobre o 13° salário, exceto sobre as cobranças dos dependentes.

Dependentes (% da renda)



1%

1° dependente

Ativo

0,50%

2° dependente

Ativo

0,25%

3° dependente

Ativo

0,25%

demais

Ativo
Aposentado

2%

1° dependente

Aposentado

0,50%

2° dependente

Aposentado

0,25%

3° dependente

Aposentado

0,25%

demais

Quando se tratar de dependente com deficiência, previamente reconhecida pela CASSI, a contribuição será a de menor percentual (0,25%).

Contribuição do Banco do Brasil

O patrocinador participará no custeio com 4,5% sobre a folha de pagamento dos associados, além de 3% por dependente de funcionário da ativa (até três dependentes), mais 10% sobre as contribuições dos titulares e dependentes dos funcionários da ativa a título de taxa de administração.

As contribuições relativas aos dependentes e a taxa de administração retroagirão a janeiro de 2019. A taxa de administração seguirá até dezembro de 2021. Já os demais percentuais que compõem a contribuição do Banco do Brasil estarão mantidos.

Os valores da contribuição referentes aos dependentes não têm destinação específica, ou seja, entram no caixa da CASSI para serem usados por quem precisa de assistência.

Contribuição
Banco
do Brasil

4,5%

Titulares


R$135,00

Mínimo


3%

da renda dos titulares ativos para cada dependente (limitado a 3 por titular)

Dependentes

10%

sobre somatório das contribuições patronais e pessoais dos titulares ativos (até 2021)

Taxa admin.

Aporte extraordinário

O Banco do Brasil fará aporte imediato de aproximadamente R$ 450,9 milhões referente ao Grupo de Dependentes Indiretos (GDI).

Em 2007, o BB assumiu a obrigação de ressarcir à CASSI, mensalmente, eventual déficit decorrente da utilização do plano por parte dos beneficiários do GDI do Plano de Associados, até a extinção do grupo. Fazem parte do grupo, por exemplo, pais e ex-cônjuges de titulares do Plano que, com a mudança estatutária aprovada pelos associados em 1996, perderam a condição de dependentes e passaram a pagar mensalidades de acordo com a faixa etária, reajustadas conforme o índice anual aplicado ao CASSI Família.

Voltar para a página inicial