Câncer de mama é o tipo de tumor mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele não melanoma, respondendo por cerca de 28% dos casos novos a cada ano. Também acomete homens, porém é raro, representando apenas 1% do total de casos da doença. Relativamente raro antes dos 35 anos, acima desta idade sua incidência cresce progressivamente, especialmente após os 50 anos. Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), no ano de 2018, a estimativa de novos casos é de 59.700. Pensando nisso, a Caixa de Assistência preparou este hotsite com orientações sobre o tema. Boa navegação!

Dia D

O Dia D na CASSI aconteceu no dia 26 de outubro. A data marcou o engajamento da Caixa de Assistência na prevenção do câncer de mama. As Unidades realizaram atividades coletivas e os trabalhadores usaram roupas ou fitas na cor rosa, demonstrando envolvimento de todos e ressaltando a importância da prevenção!

Confira como foi!

Fatores de risco

O câncer de mama não tem uma causa única. Diversos fatores estão relacionados ao aumento do risco de desenvolver a doença, tais como: idade, hereditariedade, fatores endócrinos, história reprodutiva, comportamentais, ambientais e genéticos.

A idade também é considerada elemento determinante, já que quatro em cada cinco casos diagnosticados como câncer de mama ocorrem depois dos 50 anos. Mulheres com fatores de risco não necessariamente virão a ter a doença, assim como a ausência desses fatores não elimina a chance de ter câncer.

Detecção Precoce

A postura atenta das mulheres em relação à saúde das mamas, que significa conhecer o que é normal em seu corpo e quais as alterações consideradas suspeitas de câncer de mama, é fundamental para a detecção precoce dessa doença.

O câncer de mama pode ser detectado em fases iniciais, em grande parte dos casos, aumentando assim as chances de tratamento e cura.